Pesquise seu animal

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Raia Viola

(Rhinobatos horkelii) 


Seu nome se dá devido à forma do corpo. Possui focinho comprido e 32 fileiras de dentes na mandíbula superior e 46 na inferior. Dentes de ambas mandíbulas são pequenos e planos. As nadadeiras dorsais são triangulares. Superfície dorsal de coloração marrom esverdeado, sem manchas. Superfície ventral esbranquiçada, exceto na ponta do focinho que apresenta uma mancha escura oval. Alcança 1,35 metros de comprimento.

Habitat: Espécie costeira. Sua migração sazonal e ciclo reprodutivo no sul do Brasil. No sul do país os adultos migram para águas costeiras com profundidades inferiores a 20 m de novembro a março. O parto e o acasalamento ocorrerá em março. Logo depois machos e fêmeas retornam para águas mais profundas e dispersam a profundidades de 40 a 150 metros.

Ocorrência: Clima subtropical. Ampla distribuição ao longo da costa brasileira e mais ao sul do Mar del Plata (argentina)

Alimentação: Alimenta-se de crustáceos, cefalópodes, poliquetas e pequenos peixes

Reprodução: Vivípara. A gravidez ocorre quando a fêmea atinge 91 cm de comprimento total. Reproduzem-se  uma vez por ano, em Abril, em águas costeiras de 5 a 20 metros de profundidade, ocorre na fêmea adulta a rápida sequencia de parto - cúpula - ovulação - fecundação - inicio de gestação. O período entre fecundação e nascimento é de quase 12 meses, mas o desenvolvimento do embrião dura apenas 4 meses.


Os filhotes recém nascidos e juvenis permanecem em águas rasas ao longo do ano. A ninhada é de 4 a 12 crias, número crescente com o tamanho da mãe. A gravidez é dividida em duas etapas:

1.) Período de dormência: (diapausa embrionária). Isto ocorre a partir de novembro, enquanto as fêmeas gravidas estão em águas mais profundas (entre 40 e 150 m), à temperaturas de 13 a 18 graus. A ovulação ocorre em abril, quando os ovos fertilizados são colocados dentro de um reservatório comum (vela). No entanto, eles permanecem latentes no útero sem o desenvolvimento embrionário

2.) Período de desenvolvimento embrionário: Isso exige altas temperaturas de verão em águas rasas e não começa até que as fêmeas retornem para águas rasas em novembro. De novembro a março, temperatura de fundo em profundidades de 10 a 20 metros são de 20 a 25 graus. o desenvolvimento embrionário começa quando o reservatório comum (ou vela) acaba em dezembro e termina com o nascimento em fevereiro.

Predadores Naturais: Tubarões

Ameaça: Ameaçada de extição por pesca predatória; poluição e destruição do habitat

2 comentários:

  1. Olá, gostaria de saber sobre os créditos da imagem da raia viola (http://mundomarinhobr.blogspot.com.br/2012/02/raia-viola.html), é creative commons?
    Estou escrevendo uma série de reportagens (http://www.institutocarbonobrasil.org.br/) sobre oceanos e preciso de uma imagem dela. Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Mto bom thanks very mouthi

    ResponderExcluir