Pesquise seu animal

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Sirí Azul












(Callinectes sapidus)  


É um dos maiores sirís do litoral brasileiro chegando a ter mais de 15cm de envergadura. A fêmea é menor do que o macho. O último par de patas locomotoras é modificado, funcionando como remos. A quela pode pinçar com muita rapidez, causando pequenos ferimentos. A fêmea apresenta abdômen largo e arredondado, cujos apêndices são usados para carregar os ovos quando está ovígera


Habitat: Habita praias lodosas, tanto rasas como profundas e pode subir pelos riachos que desembocam no mar, sendo abundante ocorrência em água salobra


Ocorrência: Ocorre em todo litoral do Brasil






Alimentação: detritos


Reprodução: A fêmea, na época da eclosão dos ovos retorna ao mar para que as larvas se desenvolvam. Possui duas fases em seu ciclo de vida: uma marinha (fase pelágica) onde os ovos eclodem e os organismos se desenvolvem para o estágio de zoea, permanecendo em águas marinhas até o estágio de megalopa quando quando então migram para águas estuarinas em busca de proteção e salinidades mais baixas. É na região estuarina onde as megalopas recrutam (fase bentônica) e se desenvolvem para os primeiros estágios juvenis. Após sucessivas mudas, os animais se tornam adultos e aptos à cópula que ocorrerá em águas estuarinas. A cópula é estimulada através de uma mudança na salinidade. Após a cópula, as fêmeas fertilizadas migram para regiões de maior salinidade. As fêmeas então liberam os ovos


Ameaças: Pesca predatória, destruição do habitat e poluição




                                                                         



5 comentários:

  1. Eu sou o Dougras, você não é o Dougras

    ResponderExcluir
  2. Se arugumentar e largar a mão de ser besta, e se criar ser um gesto homem, eu sobrevivo assim por mó de trazer as maldições dos próprios que se merecem pensar o próprio mal para eles

    ResponderExcluir
  3. gostaria de saber um pouco sobre eles porque ganhei um la da china e não sei o que ela come e outra ela perdeu uma das pinças gostaria de saber se ela se regenera, se ela pode sobreviver em água doce....

    ResponderExcluir